19 maio 2014
rodízio de carros

O rodízio veio com intuito de diminuir a movimentação de veículos na cidade e consequentemente o trânsito e a poluição. Será que funcionou?

De acordo com dados levantados pelo Detran-SP, a capital paulista fechou o ano de 2013 com um total de 5,4 milhões de carros. O número exorbitante reproduz também uma matemática exata: muitos veículos concentrados em um pequeno espaço resultam em longos engarrafamentos todos os dias, com picos nos horários de maior movimento, como o início da manhã e fim da tarde.

Solução

O problema dos congestionamentos é tão intenso que, segundo informações fornecidas pelo Coletivo Nossa São Paulo, o paulistano chega a gastar em média 2 horas e 49 minutos por dia para ir à escola ou ao trabalho. Mas esse tempo é ainda maior para 11% da população da capital, que chega a gastar mais de três horas no trânsito.

Além da dificuldade do tráfego, há também a poluição causada pelas emissões de carbono na atmosfera, e para solucionar esses dois problemas, em 2007, foi criado o rodízio de carros SP, programa que visa facilitar a locomoção nos pontos mais críticos da cidade.

Estratégia

O último dígito da placa do veículo determina se o carro pode ou não circular em determinado dia. A proibição não é total, isto é, o rodízio envolve apenas a região do Centro expandido da capital, uma área que abrange o entorno do centro histórico e é delimitada pelo chamado minianel viário, composto pelas Marginais Tietê e Pinheiros entre outras avenidas.

Dia da semana e dígitos proibidos

Segunda-feira: 1 e 2

Terça-feira: 3 e 4

Quarta-feira: 5 e 6

Quinta-feira: 7 e 8

Sexta-feira: 9 e 0

O rodízio de carros não inclui os fins de semana e, em determinadas ocasiões, como fim de ano e férias de verão, pode ser suspenso. Em situações específicas, como greve dos transportes ou catástrofes naturais, o esquema também pode ser interrompido, por meio de um comunicado prévio feito pelas autoridades competentes.

Multa

Atualmente a penalização para os motoristas que circularem em dia e local proibidos, é uma notificação de infração média, com perda de 4 pontos na carteira e multa no valor de R$ 85,13.

Existe ainda, um projeto de lei prevendo que a multa seja abolida, pois a falta de sinalização induz muitos motoristas de fora da cidade – que não têm conhecimento da norma – a cometerem a infração.

Controvérsia

Mesmo com o objetivo de reduzir o tempo dos motoristas diante do volante, o rodízio de carros SP não tem sido efetivo. Os dados apontam que o trânsito da capital tem ficado cada vez mais lento. O motivo é a crescente expansão automobilística incentivada por medidas econômicas que facilitam a compra de carros pela população.

 Veja o que mudou com os rodízios em SP – 15 Anos de Rodízio

A matéria foi veiculada em 2010, porém trata do tema de forma atual e preocupante. O sistema ainda funciona?

Créditos Youtube – Canal Jornal da Gazeta

 

 

Deixe seu cometário

1 Comentário para “Rodízio de carros em São Paulo – Como funciona?”

Cotação Online

1. Dados do Cliente

2. Origem e Destino

3. Tipo de Transporte

Por favor, selecione o tipo de veículo a ser transportado.

Tipo de veículo:

4. Dados do Veículo