“Não é possível crescer sem inovar, mas para isso é preciso focar nas pessoas”

Nas últimas décadas, inovar se tornou um mantra para grande parte das companhias globalmente e ignorar esse movimento pode se tornar um risco real à sobrevivência das empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes. No entanto, é importante entender que inovação não se restringe apenas às melhorias tecnológicas. Ela é apenas uma parte de um universo muito maior que envolve, dentre outras coisas, a melhoria de processos, a experiência dos clientes e, principalmente, o desenvolvimento dos colaboradores.

De acordo com o coordenador do primeiro relatório do Observatório da Inovação do Centro de Referência de Inovação da Fundação Dom Cabral, Hugo Tadeu, empresas como IBM e Petrobras têm investido na inovação de processos e isso, obviamente, traz uma mensagem positiva para o mercado de que é possível inovar em outras esferas. O estudo traz ainda que há uma expectativa de investimento de 40%, em 2021, dos recursos de treinamento em qualificação de profissionais.

TRANSFORMAÇÃO NO DNA

A Nacional Transportes nasceu com a missão de transformar o jeito de transportar veículos no Brasil e a inovação faz parte do dia a dia da operação da empresa. Em 2020, em meio a crise econômica decorrente da pandemia da Covid-19, a companhia seguiu investindo na operação e grande parte dos recursos foi direcionado para a saúde e bem estar de seus funcionários, oferecendo todo o suporte necessário para que pudessem continuar trabalhando remotamente com tranquilidade. Além disso, a empresa aprimorou processos, tornou a operação mais eficiente, entregando mais valor para o cliente, e retomou o crescimento, contratando novos profissionais e ampliando sua rede de filiais para mais duas localidades, São Bernardo do Campo (SP) e São José (SC).

É fato que a crise impacta a velocidade das inovações, mas também pode ser uma oportunidade. Esse movimento pode se perpetuar quando se entende que a inovação com foco nas pessoas é um diferencial estratégico e abre novas possibilidades, contribuindo para uma cultura de empreendedorismo interno que traz maior produtividade, aumento das vendas, melhoria nas avaliações de clientes e, obviamente, maior engajamento das equipes.

“Há mais de uma década, a Nacional Transportes alia inovação a um profundo conhecimento do mercado para criar altos padrões de excelência no atendimento e estabelecer relações de confiança com seus clientes, parceiros e colaboradores.” CEO – Bruno Jacobina